Arquivos de Categoria: Turismo

3º Congresso Nordeste de Fotografia

_congress-nor

Parceria com a Aphoto vai oferecer R$ 90,00 de desconto para aphotista

A Associação Potiguar de Fotografia firmou convênio com o Congresso Nordeste de Fotografia, que será realizado de 1º a 4 de dezembro de 2014, em Boa Viagem, em Recife. A organização do evento está oferecendo 100 vouchers com um desconto de R$ 90,00 para os Sócios da Aphoto (solicite o código de desconto ao presidente da associação).

A 3ª edição do Studio Nordeste – Congresso Nordeste de Fotografia vai apresentar oficinas, workshops e palestras com os mais renomados nomes nacionais e internacionais nas área de estúdio, newborn, retrato, book, casamento, gestante, além de palestra sobre como usar o marketing para fotógrafo.

Palestras com Leandro Nunes (Flash), Simone Silvério (fotografia de newborn), JJunior Luz (ensaio sensual), Rafael Vaz (fundamentos da fotografia de casamento), Raul Vagas (conquistando clientes com marketing digital), entre outros palestrantes

3º Congresso Nordeste de Fotografia
www.studionordeste.com.br

Mais informações:

Vivo (79) 9958-6188 | Tim (79) 9110-7677 | Fixo (79) 3022-644

A Fotografia Potiguar em Paraty

panfleto19

Alex Gurgel, presidente da Aphoto e coordenador do evento, fazendo divulgação do Foto Riografia do Norte em Paraty.

A Fotografia Potiguar foi divulgada dentro do maior festival de fotografia cultural da América Latina, o “Paraty em Foco”, que teve sua décima edição realizada no último fim de semana no Centro Histórico da acolhedora cidade de Paraty, Costa Verde do Rio de Janeiro.

Os coordenadores da 2ª edição do “Foto Riografia do Norte”, Alex Gurgel e Jailson Fernandes, foram até Paraty distribuir panfletos, cartazes e divulgar o evento nos workshops, palestras, debates e oficinas realizados durante o Paraty em Foco.

Segundo Alex Gurgel, um festival de fotografia de tal dimensão é ideal para divulgar o festival potiguar junto à imprensa especializada em fotografia cultural do Brasil. “Encontrei vários jornalistas e fotógrafos importantes na fotografia brasileira. Alguns prometeram participar do Foto Riografia do Norte”, destacou Alex Gurgel.

A abertura do Foto Riografia do Norte, dia 16 de outubro, contará com palestra do fotógrafo piauiense e autor do projeto Fotógrafo Legal, João Cruz, sobre o processo de regulamentação da profissão no Brasil. Na ocasião, o secretário municipal de cultura, Dácio Galvão, anunciará o prêmio Bruno Bougard de Fotografia para o calendário do “Natal em Natal”, em 2015.

Como participar?

Para fazer parte da 2ª edição do “Foto Riografia do Norte” – festival potiguar de fotografia – basta fazer um credenciamento pelo site do evento. A produção entrará em contato através do e-mail e o participante levará dois quilos de leite Ninho em pó (para ser distribuída com uma entidade) pela Credencial. Sócios da Aphoto (realizadora do evento) e usuários da Unimed (patrocinadora) tem acesso gratuito.

Foto Riografia do Norte

Data | 16, 17 e 18 de outubro

Local | IFRN da Cidade Alta

Site | http://aphotorn.com.br/

Outras informações | 84 8896-5436

Natal será sede do 2º Foto Riografia do Norte

Foto Rio Grafia do Norte NOVO Vertical

clique no cartaz para ampliar

Com três dias de palestras, oficinas, workshops, exposições, escambo, feira de equipamento, o evento pretende ser o maior festival de fotografia do Nordeste

 Natal é daqueles lugares aonde qualquer fotógrafo se encanta logo na primeira vista. Se chegar durante uma tarde azul em Ponta Negra, a praia mais famosa e descolada da cidade, vai querer ficar horas sem fim, clicando a baía de águas mansas que banha o Morro do Careca, uma grande duna alva na encosta da praia.

A capital do Rio Grande do Norte é conhecida no mundo inteiro pelas suas praias e dunas, onde se passeia de buggy ou de dromedários. Porém, Natal está sendo conhecida também pelo seu forte movimento fotográfico, que tem agitado a cidade (e o Estado do RN) nos últimos anos. Em Natal, se comemora com festa, como uma tradição, o Dia Mundial da Fotografia no dia 19 de agosto.

Nos dias 16, 17 e 18 de outubro próximo, Natal também será a capital da fotografia, que sediará a 2ª edição do “Foto Riografia do Norte”, evento que pretende reunir um público local, regional e nacional com interesse nas diversas áreas da fotografia, seja ela autoral, fotojornalismo, natureza, publicitária, ou no uso da fotografia como instrumento de inclusão social, oferecendo atividades como, oficinas, palestras, leitura de portfólio, lançamento de livros e exposições para profissionais e amadores.

A 2ª Edição do festival “Foto Riografia do Norte” está sendo realizado pela Associação Potiguar de Fotografia (Aphoto) e viabilizado através da Lei Municipal Djalma Maranhão de Incentivo à Cultura e com patrocínio da Unimed Cultural. Segundo o presidente da Aphoto, o fotógrafo Alex Gurgel, o maior objetivo é promover a fotografia potiguar, inserindo a mesma no circuito regional e nacional, proporcionando o fortalecimento da fotografia Potiguar.

Já estão confirmadas palestras, oficinas e workshops com Miguel Chikaoka, Pablo Pinheiro, João Cruz, Henrique José, Canindé Soares, entre outros nomes da fotografia local e nacional. “Nós temos a pretensão de firmar o festival Foto Riografia do Norte no calendário anual de eventos desse segmento no Brasil, assim como Paraty em Foco e Tiradentes em Cena”, ressaltou o presidente da Aphoto.

 

Foto Riografia do Norte

Data | 16, 17 e 18 de outubro de 2014

Local | Auditório do IFRN, Cidade Alta – Natal RN

Site | http://aphotorn.com.br/

 

Grafismos de Fogo no Seridó

engenho_serido1

Grupo de fotógrafos que participaram da Expedição Fotográfica ao Seridó, dentro do projeto Engenho na Estrada.

Um grupo de fotógrafos aventureiros romperam a BR 226 com destino ao Seridó, uma das mais tradicionais regiões do Rio Grande do Norte, para fazer exercícios fotográficos dentro de uma expedição. Em Currais Novos, o grupo explorou os tuneis da Mina Brejuí onde rodas de fogo iluminavam com grafismos um grande salão de rochas.

Em Acari, todos testemunharam a agonia do Açude Gargalheiras que está apenas com 8% de sua capacidade de armazenamento de água. Desde de sua fundação, nos anos 50’s, que ninguém via o Açude Gargalheiras tão seco. Fotos históricas foram feitas como documentação de uma grande seca no sertão potiguar.

Depois de fazer alguns cliques da Igreja de Nossa Senhora da Guia toda iluminada pelo sol, a trupe de fotógrafos seguiu para os pés da estátua de Santa Rita, já na cidade de Santa Cruz, capital do Agreste Potiguar. Exercícios pintando com a luz e zooming, em baixa velocidade, foram feitos para findar um dia de fotografia, dentro do projeto Engenho na Estrada.

engenho_serido9

Uso da palha de aço queimando, em baixa velocidade com diferentes configurações de Fotometria, Equilíbrio de Branco, Modos de Focagem e ISO.

engenho_serido2

Fotógrafos em ação durante o projeto Engenho na Estrada ao Seridó.

engenho_serido11

Túnel da Mina Brejuí onde o grupo caminhou para fotografar com pouca luz, em baixa velocidade.

engenho_serido3

O grupo de fotógrafos com capacetes para entrar no interior da Mina Brejuí e poder caminhar pelos túneis escuros. 

engenho_serido7

Circulo de fogo usando palha de aço e velocidade baixa, além das configurações variadas na câmera.

engenho_serido14

No Açude Gargalheiras, a trupe de fotógrafos registraram um fato histórico: desde a construção do açude, por volta dos anos 50, ninguém via o Gargalheiras tão seco, com apenas 8% de sua capacidade.

Fotografia na Copa

ap_ibsen13

Estádio Arena das Dunas, em Natal, onde ocorreu 4 jogos durante a Copa do Mundo.

Essa é a Copa das imagens. De acordo com estatísticas da própria Fifa, circulou mais de três milhões de fotografias somente nas redes sociais, na primeira fase do mundial. O famigerado “selfie” – autorretrato no bom Português – se tornou febre em todos os níveis, de chefe de estado, torcedores, jornalistas e jogadores também, que usam seus smartphoes para projetar as imagens.

Fotógrafos do mundo inteiro apontaram suas câmeras para tudo que aconteceu dentro das Arenas esportivas, onde jogadores fizeram poses na hora do gol e os torcedores vêm fantasiados das figuras folclóricas dos seus países para chamar a atenção das lentes dos fotógrafos. Há também a estonteante beleza das “musas da arquibancada”, lindas mulheres das mais diversas etnias.

As grandes lentes brancas são da Canon, que parecem se espalhar em torno do campo. As lentes pretas são das outras marcas como Nikon e Sigma. Todas são teleobjetivas muito claras, com abertura média de 2.8 e com distância focal de 300 mm em diante. É necessário um monopé para apoiar a câmera e a lente, que pesam mais de 5 kilos as duas juntas. Quando o fotógrafo quer fazer uma foto na vertical, o corpo se movimenta e a lenta fica parada no monopé.

Para os fotógrafos credenciados ficar no melhor lugar do campo, eles têm que chegar mais cedo no Centro de Imprensa e “pegar uma ficha” para os melhores lugares. Os últimos ficam com os lugares mais inóspitos para fotografar, dentro do campo ou próximo a Tribuna de Imprensa, nas arquibancadas. No campo, o fotógrafo já foi pré-determinado para as laterais do gramado ou atrás das traves, espremidos entre os demais.

foto_copa

Foto de Jonne Roriz, repórter fotográfico do Grupo Estado.

Copa em Natal

Na Capital Potiguar, a “musa” dos fotógrafos foi a Arena das Dunas, iluminada em dias de jogos, ao sabor do pôr-do-sol. Poucos fotógrafos locais conseguiram a credencial da Fifa para fazer a cobertura foto-jornalística da Copa do Mundo em Natal. Um dos principais fotojornalista potiguar, Canindé Soares, ficou de fora durante o mundial. Mesmo sendo o fotógrafo que acompanhou toda a trajetória do estádio, desde a demolição do antigo Machaão até a inauguração da nova Arena das Dunas.

As pessoas que foram assistir aos jogos na Arena das Dunas também fizeram selfies adoidado e colocaram as imagens nas redes sociais. A Fifa Fan Fest, realizada na Praia do Forte, também atraiu muitos fotógrafos que foram registrar a festa entre os estrangeiros e os natalense, numa confraternização única que somente uma Copa do Mundo poderia proporcionar. O pior dia para os fotógrafos foi durante o jogo México e Camarões, que caiu uma chuva torrencial em Natal, molhando equipamentos e prejudicando a narrativa visual da partida.

As Câmeras e a foto do jogo

Os fotógrafos sempre carregam duas câmeras: uma equipada com uma objetiva grande-angular, para usar quando a jogada acontece próximo à ele; e a outra câmera com uma teleobjetiva, que ele vai buscar as cenas em qualquer lugar do campo. Quando acontece um lnace próximo ao fotógrafo, não dá tempo de trocar as lentes. O fotógrafo assiste aos jogos pelo visor de sua câmera para não perder um só lance.

Cada fotógrafo fez, em média, 1.200 imagens por jogo. Como a quantidade aproximada de fotógrafos por jogo era 150, cada partida chegou a ter 180 mil registros, só na primeira fase. Alguns fotógrafos instalam câmeras atrás da trave, com objetivas grande-angulares de 10 mm e claras, sendo disparada por controle remoto ou por cabos.

No final do jogo, fotos que conta toda a história da partida não é, necessariamente, a foto do gol que vai para a primeira página do jornal. Pode ser uma imagem comemorando um gol ou a dor de um jogador atacante, depois de um choque com um zagueiro feroz que defende sua pátria. Ou mesmo o choro dos torcedores que voltaram para casa mais cedo, sem o sonho de conquistar o mundo do futebol e sair bem na foto.

Grande Angular – Notícias do Engenho

cursos_AGENDA02

CURSO BÁSICO de FOTOGRAFIA

É destinado àqueles que querem aprender a maneira correta de bater fotografias, além de conhecer as funções e recursos da câmera fotográfica, seja uma câmera pequena ou profissional. Poucas vagas…

http://engenhodefotos.wix.com/index#!basico/c7dg

 

LUZ CRIATIVA no CURSO AVANÇADO

O Curso de Fotografia Avançado é destinado para quem tem conhecimentos de fotografia e fez o Curso Básico. Com duração de 3 meses, o Avançado vai trabalhar incansavelmente os conceitos de abertura x velocidade com aulas práticas constantes. E necessário ter uma câmera Reflex e recomendável um tripé. O flash externo é opcional, mas de muita importância.

http://engenhodefotos.wix.com/index#!avancado/cft0

 

ENGENHO NA ESTRADA – Seridó

Uma expedição fotográfica ao Seridó, uma das mais tradicionais regiões do sertão potiguar, será realizada no dia 20 de julho, saindo às 06h00 e retornando depois do por do sol. O projeto Engenho na Estrada é um dia inteiro de aulas práticas em fotografia com pautas específicas para fazer fotos.

http://engenhodefotos.wix.com/index#!noticias/c24vq

 

10 Dicas para fotografar pôr-do-sol

Para quem tem dúvidas de como fazer boas fotos de pôr-do-sol, veja essas 10 dicas simples que podem incrementar sua fotografia com outros elementos, usando criatividade.

https://fotoseverbos.wordpress.com/2014/06/16/10-dicas-de-como-fotografar-por-do-sol/

 

FOTOS do RN em HDR

Veja as paisagens do Rio Grande do Norte sob a ótica HDR, uma nova forma de fotografia, onde as luzes entram em harmonia nas fotos de Carla Belke.

https://fotoseverbos.wordpress.com/2014/06/08/as-paisagens-do-rn-clicadas-em-hdr/

 

TIRANDO ONDA EM ORLANDO

Mês passado, eu fui visitar os Estados Unidos, onde passei algumas semanas em Nova York e fui visitar também os tradicionais destinos Miami e Orlando. Depois de fazer compras no Outlet de Orlando, pegamos um ônibus urbano com um motorista muito louco. Veja o vídeo.

https://fotoseverbos.wordpress.com/2014/05/25/no-trolley-na-maior-viagem-em-orlando/

 

SEJA UM SÓCIO APHOTISTA

Para aqueles que querem fazer parte da história da Fotografia Potiguar e se associar à Associação Potiguar de Fotografia (Aphoto), basta seguir os paços no link:

http://aphoto.art.br/site/seja-associado/

Os Brutos do Seridó

brutos (1 de 11)

Vaqueiros da Pega de Boi no Mato, na Fazenda Pitombeira, em Acari

Numa situação extrema de sobrevivência pela falta d’água, vaqueiros nordestinos moram na caatinga seca, na região do Seridó, sertão do Rio Grande do Norte, onde só os brutos sobrevivem.

Diferentes das vaquejadas, onde o boi corre numa arena demarcada e é perseguido por vaqueiros, a Pega de Boi no Mato acontece no meio da vegetação caatingueira com os vaqueiros se embrenhando no mato em cima de cavalos ligeiros para pegar o boi, enfrentando espinhos de juremas e touceiras de xique-xique, demonstrando coragem e valentia.

A tradição da Pega de Boi no Mato chegou ao sertão do Nordeste com a colonização e a expansão da criação de gado, quando não havia as cercas delimitando as fazendas e o boi era solto na caatinga. Durante os períodos de seca, os fazendeiros reuniam os vaqueiros da região para pegar o boi, marcar a ferros e conduzir para áreas onde os pastos eram mais abundantes.

No livro “Vaqueiros e Cantadores”, o escritor norte-riograndense Luís da Câmara Cascudo escreveu: “A Pega do Boi é uma prova legítima de habilidade e força, torneio sagrador de famas, motivo de cantadores que imortalizaram a façanha”.

brutos (8 de 11)

brutos (3 de 11)

brutos (10 de 11)

Engenho na Estrada – Seridó

enge_estrada02SMALL

ACARI – CURRAIS NOVOS – SANTA CRUZ

 O primeiro Engenho na Estrada de 2014 vai desbravar o Seridó, a Região mais tradicional do Rio Grande do Norte. A saída será às 06h00 da matina com a primeira parada na Mina Brejuí, em Currais Novos, onde os fotógrafos vão criar imagens em baixa velocidade dentro das minas, além de registrar a exploração mineral e relaxar em cima das dunas de minérios.

O grupo terá uma chance única de fotografar a arquitetura colonial das casas coladas de Acari com suas ruas estupendamente limpas, além de clicar o Açude Gargalheiras rodeado de rochas. O Açude nunca teve tão seco com menos de 10% de sua capacidade. É uma foto para ficar na história da seca no sertão.

Hotel Tungstênio, Praça Cristo Rei, Correto e o Cruzeiro, são pontos turísticos a serem fotografados em Currais Novos. O pôr-do-sol será aos pés da estátua de Santa Rita, em Santa Cruz, onde o sol desde mansinho por trás das serras que circundam o vale do Trairi. A trupe de aventureiros chegará em Natal por volta das 19h00.

Engenho na Estrada

O projeto “Engenho na Estrada” é uma proposta para que a pessoa passe o dia inteiro tendo aulas de fotografia, onde os participantes terão pautas definidas a serem cumpridas. Em busca da luz, todos farão exercícios fotográficos com a orientação do professor e fotógrafo Alex Gurgel, responsável pelo projeto.

Veja imagens de outros destinos do Projeto Engenho na Estrada:

http://engenhodefotos.wix.com/index#!naestrada/cfvg

 

Expedição Seridó

Acari – Currais Novos – Santa Cruz

Data | 20 de julho (domingo)

Saída | 06h00

Local | Engenho de Fotos (por trás da Igreja do Galo, Cidade Alta)

Investimento | R$ 100,00 até o dia 15 de julho | R$ 130,00 após o dia 15 de julho.

Inclui transporte ida-e-volta e entrada na Mina Brejuí

Atenção | Água e refeições não estão inclusos no valor

Informações | [084] 3211-5436

Dica | Levar tripé e filtro polarizador

Visitando a Grand Station, em Nova York

O Grand Central Terminal, é um importante terminal localizado em Manhattan, Nova York. Foi inaugurado há mais de 110 anos (1903) e é utilizada por mais de 300 mil pessoas diariamente, que fica repleta de turistas fora do horário de rush, que ficam tirando fotos.

Veja esse vídeo de 43 segundos, mostrando nossa visita a famosa Grande Estação de Nova York, com seu relógio de quatro faces no centro da estação, ponto de encontro para os nova-iorquinos. Outro ponto para os turistas que visitam a cidade fazer suas fotos e filmagens.

A Grand Station também foi cenários para vários filmes hollywoodianos. Algumas cenas clássicas gravadas por lá: O tiroteio na escadaria da estação protagonizado por Kevin Costner no filme “Os Intocáveis” (1987), justo no momento em que um carrinho de bebê roda escada abaixo. E a destruição da Estação em “Os Vingadores” (2012), durante a luta dos super-heróis para salvar o planeta de extraterrestres.

Arena das Dunas pelas lentes de Canindé Soares

canija05

O livro “Natal em Fotos” ainda não tem data para ser lançado, mas Canindé garante que será o livro mais bem elaborado que já lançou.

Toda a trajetória da demolição do antigo estádio João Cláudio de Vasconcelos Machado, conhecido como Machadão, inaugurado em 1972, e a construção da novíssima e moderna Arena das Dunas, está sendo narrada visualmente pelas lentes do fotojornalista Canindé Soares, que lançará um livro durante a Copa do Mundo, em Natal.

O livro se chamará “Natal em Fotos”, que será o livro com fotos de Natal que estará disponível aos turistas. Se as fotos não tivesse identificação, um olhar mais atento saberia que aquelas fotos são de Canindé Soares, pelo seu estilo e técnicas apuradas de clicar a luz, que deixa sua identidade fotográfica em cada imagem.

Canindé já lançou 2 livros chamados “Natal em Fotos” demonstrando a preocupação histórica de fazer o registro de Natal na atualidade para mostrar as futuras gerações. Nesses tempos de Copa do Mundo, o estádio Arena das Dunas é mais uma peça arquitetônica que a cidade ganha e sua feitura foi registrada, passo a passo, pelo fotógrafo/historiador que vai contando, através de suas imagens, a fábula da cidade.

canija02

Logo apois da demolição do Machadão e do Machadinho para dá lugar ao novo Arena das Dunas.

canija04

O estádio Arenas das Dunas (em construção das pétalas de cobertura) e a cidade do Natal.

canija03

Estádio Arena das Dunas pronto para a Copa do Mundo.

Jazz no metrô de Nova York

Nova York é a capital do jazz. Ela oferece os melhores shows com os maiores nomes do jazz de toda América, em centenas de clubes espalhados pelas largas avenidas de Manhattan. A cidade consome tanto jazz que é muito comum você andar por alguma estação do subway de Nova York e se deparar com alguém ou alguma banda fazendo  o maior som.

Pela internet, descobri que o metrô de Nova York transporta cerca de 4 milhões de pessoas por dia. Há um projeto social chamado “Music Under New York” (Música sobre New York), que tira muita gente do anonimato quando consegue ser visto por algum figurão da música internacional.

Nesse vídeo,  gravar alguns segundos do mais puro jazz nova-iorquino enquanto esperava o subway número Sete, em direção à Flusing Area.

Os Americanos em Natal

29ameri

Os soldados americanos paqueram uma jovem natalense, provavelmente, na Avenida Rio Branco, onde há casa com esse tipo de janela. Fotógrafo desconhecido.

Por ter uma posição estratégica geográfica global (o ponto mais próximo da Europa), Natal recebeu uma das maiores bases americanas fora dos Estados Unidos durante a 2 Guerra Mundial, que se chamou “Parnamirim Field”. Época retratada no cinema brasileiro com o filme “For All – O Trampolim da Vitória”, de 1997, dirigido por Buza Ferraz e Luiz Carlos Lacerda.

A cidade recebeu um contingente de 10.000 soldados norte-americanos que iam para guerra e outros que vinham feridos ou em trânsito para os Estados Unidos. Este fato mudou radicalmente a pequena capital, à época possuía 50.000 habitantes.

Com os americanos, chegou o fotógrafo Hart Preston, a serviço da Revist Life, mostrando os soldados numa base militar longe da guerra, mas fora de casa. Além de fotografar os soldados, Hart Preston também clicou o cotidiano da cidade, registrando nossas paisagens para a revista Life.

Para acomodar os americanos em Natal, as autoridades locais fizeram: Miami Beach (uma praia no incio da Via Costeira), Cine Rex (um cinema e teatro na Avenida Rio Branco), Grand Hotel (na Ribeira), além das ruas do Alecrim que são chamadas por números como Avenida Cinco, Nove, etc. Sem falar nos nomes “americanizados” das crianças que tem até hoje.

Fotos: Hart Preston

30ameri

O Rio Potengi se transformou em um campo de pouso para hidro-aviões. A Rampa era o aeroporto na beira do rio.

32heart

Cotidiano no bairro das Rocas. Ao fundo, a Igreja de São João.

33heart

Um casamento realizado na Ribeira

35heart

Construção da grande parede de pedras que divide a Cidade Alta do Rio Potengi. Ao fundo, a movimentação de aviões americanos.

No Trolley, na maior viagem, em Orlando

Na cidade de Orlando, na Flórida (USA), eu, minha esposa e meu sogros, optamos por andar de Trolley (http://www.iridetrolley.com/) que é um serviço de transporte que atende aos Outlets e parques temáticos. De acordo com o mapa, há 77 pontos na linha (vermelha e verde) desses Trolleys e a cada 20 minutos vem um.

Esse vídeo de 1 minuto e 20 segundos, em Orlando, mostra quando pegamos um Trolley,no dia em que a gente estava voltado do Premium Outlet, da Avenida International Drive, e o motorista era muito animado. Colocou todos os passageiros para dançar e transformou o Trolley numa verdadeira boate.

Passando pela “Parada número 7”, ele pergunta pra galera: “alguém vai ficar aqui? ” E todos respondem: “não”… e ele completa: “ainda bem, porque eu não iria parar aqui de jeito nenhum”… e ele continua fazendo seu show dentro do Trolley e eu filmando tudo. Ainda tenho outros vídeos que vou postar depois.

O exuberante Barroco Bahiano

ennefoto35

Fachada da Igreja e Convento da Ordem Terceira de São Francisco, no Centro Histórico de Salvador (Pelourinho), na Bahia.

Durante o 2º Encontro Norte Nordeste de Produtores Culturais de Fotografia (EnneFoto), também estava acontecendo o Encontro Baiano de Fotografia (BahiaFoto). Durante as discussões do BahiaFoto, aproveitei para ir até o Pelourinho, Centro Histórico de Salvador, para visitar a Igreja e Convento da Ordem Terceira de São Francisco, erguida no Século Dezessete.

Confesso que fiquei impressionado com a riqueza da decoração talhadas nas paredes da capela principal, numa profusão exuberante de detalhes nas formas arabescas que saltam como se estivessem em três dimensões. O revestimento em ouro nas pinturas dá a aparência de uma “igreja de ouro” que encanta a vista, deixando a pessoa deslumbrada com tanta beleza barroca.

Pesquisando um pouco pela web, descobri que o Convento e Igreja da Ordem Terceira de São Francisco, em Salvador, é considerado um dos mais extraordinários monumentos do barroco mundial. A Igreja tem ainda balaustradas em jacarandá negro, pinturas ilusionistas e uma bela imagem de São Pedro de Alcântara. O convento tem o pátio interno com paredes revestidas de azulejos portugueses que reproduzem o nascimento de São Francisco e sua renúncia aos bens materiais.

ennefoto23

Pátio interno do convento com suas paredes cobertas com azulejos portugueses, contando a história de vida de São Francisco.

ennefoto24

A reluzente capela de São Francisco coberta de ouro, uma riqueza barroca incalculável.

ennefoto29

Anjos barrocos com a genitália descoberta.

ennefoto33

Outros anjos barrocos sem genitálias.

ennefoto26

Detalhes de utras figuras estranhas, parecendo mulheres grávidas, estão talhadas juntos com anjos nas paredes da igreja.

Um dia no Museu de História Natural em Nova York

Esqueletos de dinossauros dá boas-vindas aos visitantes, na entrada do Museu Americano de História Natural.

Esqueletos de dinossauros dá boas-vindas aos visitantes, na entrada do Museu Americano de História Natural.

Se você vai visitar Nova York, coloque em sua agenda uma visita ao Museu Americano de História Natural, um dos museus mais importante do mundo. O museu dispõe de 25 edifícios interligados entre si que abrigam 46 exposições permanentes, distribuídos pelos seus 5 andares, além de laboratórios de investigação, e a sua renomada biblioteca. Recentemente, esse museu foi destaque no filme “Night at the Museum” (Uma Noite no Museu).

Uma das grandes atrações desse museu é uma coleção de esqueletos de dinossauros, onde mais de 30 milhões de fósseis e artefatos estão espalhados por 42 salas de exibição. Um Barossauro de aproximadamente 15 m dá às boas vindas aos visitantes na entrada, enquanto outros dinossauros espetaculares tomam conta de todo o 4º andar do museu. As paradas populares entre as crianças incluem a casa dos répteis e dos anfíbios, a história da vida nos oceanos e as representações extremamente detalhadas do habitat espalhadas pelas salas. Localização: Central Park West com a 79th Street.

O museu tem sua própria estação de metrô (81st Street, linha B ou C). Num dia bonito é legal caminhar pelo Central Park até o museu. Veja o Mapa.

fotografia fácil

Blog da Escola de Fotografia Áurea Fotográfica

Don Charisma

because anything is possible with Charisma

UVE

Universitários Vão à Escola

Photo Nature Blog

Nature Photography by Jeffrey Foltice

espaçoÀparte

pequena mídia de pesquisa & reflexão da ferramenta arte

StudioMe Blog

Estúdio de produção especializado em fotografia, focado na criação de imagens pra vida.

Estação Cultural

a arte em bom conteúdo

A NOTÍCIA ONLINE

Jornal Online da região fronteira oeste do Rio Grande do Sul

Luizgadelha's Weblog

Just another WordPress.com weblog

Será Mesmo um Freak Show?

projecto de colaboração entre a Casa da Música, APPC (5ªPunkada) e Dançando com a Diferença

.: SOS Ponta Negra - Natal RN •versão reduzida

Acesse o endereço oficial do BLOG: www.sospontanegra.blogspot.com | Movimento sócio-ambiental que propõe um debate amplo sobre o equilíbrio entre desenvolvimento e qualidade de vida, progresso e meio ambiente, com a população do bairro-praia Ponta Negra - Natal RN, Brasil.

Cachina's Programming Blog

Programação JAVA, DELPHI, Python & PHP

eduardafotografia

Just another WordPress.com site

A walk with my camera

all about human interests

Verve Photo- The New Breed of Documentary Photographers

Photographer and photo editor Geoffrey Hiller has created Verve Photo to feature photographs and interviews by the finest contemporary image makers today.

theuklandscape

Landscape Photography Of The UK by Norfolk Based Photographer Chris Herring

snow monkey photography

travel and street photography

%d blogueiros gostam disto: